Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
23 de dezembro de 2011, às 14h48min
Realizada
São Paulo - SP

AeroMexico NÃO credita milhas viagem internacional e recusa atender reclamação

Desde 28/06/2011 tento contato com a AeroMexico (por escrito e por telefone) para encaminhar a minha reclamação referente ao mau atendimento da AeroMexico numa viagem SÃO PAULO - MONTREAL - SÃO PAULO. Já tentei contatar a AeroMexico outras 8 vezes: reenviei minha mensagem 4 vezes e telefonei outras 4. Os atendentes me dizem que devo aguardar, pois não há previsão para atendimento da minha reclamação. Quero registrar publicamente que sofri prejuízos: a AeroMexico se recusou a atender meu pedido de registro dos créditos de milhagem referente à viagem SÃO PAULO - MONTREAL - SÃO PAULO, e além disso, durante toda a longa viagem, fui impedida de efetuar as leituras necessárias que eu planejara fazer, bem como tive a frustração e o constrangimento de viajar imóvel, sem nenhuma alternativa de entretenimento, pois me destinaram um assento sem lâmpada para leitura e sem acesso à tevê e sem acesso ao som. Permaneci por mais de 9 horas na imobilidade e na escuridão. RESERVA E COMPRA: Em 13/06/2011 fiz reserva, compra e emissão do bilhete AeroMexico São Paulo-Montreal, com escala na cidade do México. A data de embarque que escolhi foi o feriado 23/06/2011, uma quinta-feira. O voo estava previsto para 12h45. CHECK-IN – FALTA DE PONTUALIDADE: Compareci ao balcão da companhia às 10h25, ou seja, com folga na antecedência exigida. Mas só consegui me aproximar do balcão uma hora e meia hora mais tarde: havia uma fila extremamente longa e um atendimento extremamente emperrado. Pedi à atendente que regularizasse minhas milhas correspondentes a esta viagem, pois era a primeira vez que eu viajava pela AeroMexico: a atendente da AeroMexico me explicou que naquele momento não era possível, mas que ao finalizar meu atendimento tentaria fazer o registro. Foi bastante longo o atendimento (20 minutos): a atendente me informou que meu assento não estava estava marcado e ela dependia da presença do gerente/supervisor, no entanto o gerente/supervisor encontrava-se ocupado prestando suporte aos outros atendentes. Deveríamos esperar. Quando ela concluiu e me informou que meu assento era o 27J, eu insisti e perguntei pela regularização das milhas: a atendente da AeroMexico respondeu que não era possível e recomendou-me que embarcasse imediatamente, pois eu já estava atrasada. E chamou a próxima pessoa da fila. O novo atraso foi por conta da fila na Polícia Federal. Por volta das 12h55, (dez minutos após o horário previsto para decolagem do avião), funcionárias da AeroMexico foram ao local da fila da Polícia Federal e em voz alta pediram que os passageiros do voo se manifestassem, recomendando que comparecessem ao portão de embarque o mais rápido possível após liberação da PF. Havia dezenas de passageiros do voo na fila. A presença das funcionárias da AeroMexico serviu para acalmar um pouco a angústia, pois fiquei sabendo que não estava sozinha no infortúnio: centenas estavam atrasados e estavam sendo esperados. Na verdade, o embarque só começaria por volta das 14 horas. Procurei me acalmar, pensando que logo eu embarcaria e poderia relaxar e aproveitaria o longo percurso São Paulo-México para efetuar a leitura das quase 300 páginas dos 3 textos importantes para a redação de minha monografia de pós-graduação no Instituto Federal de SP. EMBARQUE – O embarque, embora bastante atrasado, foi tranquilo e organizado. Apresentação da aeronave: A aeronave estava relativamente limpa, mas na classe econômica havia em alguns bancos restos de alimentos e bebidas da viagem anterior: garrafas com resto de líquidos, etc., mas nada que fosse comprometedor. Havia: revista de bordo, incluindo catálogo do free shop (oferecido a bordo) e pacotes de viagens oferecidos pela AeroMexico (mas não foi possível ler nada, pois no meu assento não havia lâmpada para leitura); miniatura de pasta de dente, escova e tapa-olho nos bolsões. ASSENTO: O serviço foi na classe econômica, na janela (assento 27J que no dia 23 de junho deixava a desejar). Entretenimento: Não pude aproveitar NADA, NEM A LÂMPADA PARA LEITURA ACENDIA. De que me adiantou o voo 777 oferecer várias opções de filmes, seriados, música e mapa de rota? Infelizmente o controle remoto do assento 27J estava quebrado, inutilizado, não funcionando para absolutamente nada! Os comissários de bordo distribuíram, no começo do voo, fones de ouvido e os recolheram no final, mas foi inútil: nada de filmes, de música, de jogos... Eu precisava ler meu textos... Mas, como ler se a lâmpada só podia ser acionada pelo controle remoto e o controle não funcionava? Pedi ajuda aos comissários, reiteradas vezes. Tentaram me ajudar, até disseram que iriam à cabine ver se algo podia ser “resetado”, etc. Voltaram e me disseram: “Não é possível fazer nada!”. A longa viagem foi extremamente desconfortável, entediante, sem NENHUM entretenimento disponível, sem possibilidade de ler por falta de iluminação mínima. DESEMBARQUE: Após perder horas preciosas, numa viagem atrasada, longa, sem entretenimento, fui informada de que deveria retirar as malas, passar pela aduana e despachá-las para Montreal. As malas apareceram na esteira após 53 minutos de espera Conexão México – Montreal - Check-in – Fila: Passei pouco mais de uma hora na fila para despachar as malas para Montreal. O atendimento foi bastante cordial, e assim que terminou o funcionário me informou que eu deveria me dirigir imediatamente ao portão de embarque, pois havia pouco tempo. (ass.)Mariana Estevam
Resposta da Empresa:
23 de abril de 2019, às 12h47min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!