Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
04 de janeiro de 2017, às 17h37min
Realizada
Goiânia - GO

Cancelamento Contrato DiRoma Vacation Club - Arrempendimento/Cancelamento em menos de 48 horas

À ROMA EMPREENDIMENTOS E TURISMO LTDA. (CNPJ 03.465.317/0001-91)

À RCI BRASIL PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS IMTECÂMBIO LTDA;


No dia 27 de dezembro de 2016, eu e meu noivo fomos abordados pela equipe do diRoma Vacation Club (DRVC) e convidados a assistir uma apresentação de, no mínimo, 50 minutos, a respeito do Plano de Férias oferecido pela empresa.
A princípio, recusamos o convite, mas diante da insistência e da promessa de cortesias (diárias, viagens e uma bolsa de praia), e após o constrangimento em dar repetidos nãos, decidimos aceitar o convite.

Quando dissemos a pessoa que representava o diRoma naquele momento que iríamos à apresentação, ela começou a fazer perguntas pessoais para verificar nossas condições econômico-financeiras, tais como profissão, modelo e ano do carro, média salarial, dentre outras perguntas pessoais, mas constrangimento.
Em seguida, por voltas das 20:30h, um motorista da empresa nos buscou na rua em que estávamos conversando com a representante do diRoma e nos levou até outro local, dependências do hotel do grupo diRoma. Na recepção, foram feitas mais perguntas indiscretas pessoais e muito evasivas, com o discurso que seria para fins de cadastrais.
Aguardamos por poucos minutos, até que fomos chamados pelos nomes por um consultor de vendas, que nos encaminhou até uma mesa para dar início à exposição.
Sempre muito simpático, o vendedor nos envolveu em uma conversa descontraída, pessoal, sobre sua vida, família, viagens que fez através do própria programa q iria nos apresentar, sobre férias, descanso, viagens e sonhos.
Nos perguntou sobre as últimas viagens fizemos e o valor aproximado de cada uma delas. Quis saber, também, quais os lugares que desejávamos conhecer. Envolvidos naquele clima, demos tais informações.
A partir daí, fomos apresentados ao Plano de Férias da DRVC, em parceria com a RCI, o qual, naquele momento, parecia irresistível. São inúmeros hotéis no Brasil e no mundo, em centenas de países. Realmente tentador.
Aproveitando as informações fornecidas durante o bate papo, o vendedor sempre mencionava as viagens dos nossos sonhos, mostrando que com aquele Plano de Férias tudo isso seria possível por um preço, ?justo?.
Estamos muito curiosos para saber o preço do pacote, e o vendedor chamou uma consultora de vendas, uma espécie de supervisora. O plano com 600 mil pontos custava cerca de R$74.000,00 (setenta e quatro mil pontos). Mas se fechássemos o contrato naquele dia, o valor caía para aproximadamente para R$ 62.000,00 (sessenta e dois mil), os valores estariam foram de cogitação, sem chance, completamente fora da nossa realidade.

Então falamos não, o vendedor juntamente com a supervisora, então nos ofereceu um pacote de 400 mil pontos, um pouco mais barato, mas que também não cabia no nosso orçamento. Dissemos que o plano realmente parecia ser incrível mais que não conseguiríamos, com inúmeras insistências e tantos ?benefícios? que eles nos apresentavam naquele momentos ficamos realmente tentados, mas dissemos não. Não satisfeita, ela nos ofereceu uma hospedagem com 4 diárias já de início no club diRoma, como boas vindas, como cortesia, ainda sim dissemos não, e ela não ofereceu um bônus com 7 diárias em Las Vegas para 8 pessoas, deveríamos arcar apenas com a alimentação e gastos extras, realmente muito tentador. Falamos que teríamos que conversar e avaliar se caberia em nosso orçamento, que em outro momento responderíamos, mas a supervisora nos disse que aqueles benéficos seriam apenas para aquele momento, que deveríamos dá uma resposta imediata de sim ou não.

Estávamos num salão com mais de 40 mesas e durante toda a conversa éramos interrompidos pelo pessoal das mesas ao redor, anunciando que outras pessoas haviam fechado o contrato ou haviam renovado contratos antigos e pediam aplausos. Isso tudo fazia parte da pressão e da estratégia de convencimento. Éramos induzidos a pensar: Nossa, se tem gente até renovando o plano, deve ser bom! Pedimos novamente um tempo para pensar, prometemos que no dia seguinte daríamos a resposta. Mas não era permitido. Eram vantagens apenas para aquele dia.

Solicitamos mais uns minutos para conversarmos em particular. Pouco tempo depois retornou, interrompendo nosso raciocínio.
Por fim, decidimos assinar o contrato de 400 mil pontos para serem utilizados no prazo de 8 anos, no valor de R$43.152,00 (47 parcelas de R$ 899,00), existindo o valor de imediato no mesmo valor das parcelas, R$ 899,00 como entrada.
Eu não conhecia a empresa, mas vencidos pelo cansaço, e fome, devido já estarmos a mais de 1 hora no local da apresentação, aceitamos. Não tivemos oportunidade para pesquisar sobre o programa antes do fechamento do contrato, pois fomos informados, pela vendedora, da necessidade de fechamento do negócio naquele instante, caso contrário, perderíamos as condições oferecidas, que segundo ela, eram imperdíveis, o que impossibilitou a adequada análise do contrato.

Chegando ao hotel, começamos a pesquisar as críticas de usuários no Reclame Aqui e em outros sites e nos surpreendemos. São centenas de reclamações de pessoas insatisfeitas e revoltadas pela inoperância do programa, dificuldade de contato e não atendimento das solicitações de viagem.
São pessoas que não conseguem acesso ao serviço da RCI, e reclamam que nunca há disponibilidade de reserva nos hotéis desejados.
Além disso, entramos no site da RCI para conhecer os hotéis da rede. Percebemos que o valor da alimentação (que não está incluída na hospedagem do plano) é absurdo, quase o valor da diária completa do hotel (se contratado fora do plano). Ou seja, os valores gastos com passagens e alimentação, acrescidos das taxas requeridas pela RCI (taxa de intercâmbio), muitas vezes, superam os valores de mercado.
Para se ter uma ideia, em Cancún, dependendo hotel, o valor só da alimentação (sistema all inclusive), para um casal por uma semana, ultrapassa R$6.000,00 (SEIS MIL REAIS). Onde estão as vantagens tão divulgadas?? Onde estão os benefícios irresistíveis?? Ressaltamos que durante as conversas, o vendedor e a supervisora faziam diversas comparações e contas sem levar em consideração inúmeros custos extras, que inclusive tornam o pacote pouco vantajoso, quando comparado com os valores de mercado, sendo, inclusive, mais caro em determinadas condições.

Portanto, estou solicitando cancelamento do contrato que assinei, dentro do prazo de 48 horas, foi quando fizemos nosso primeiro contato com a rede do diRoma solicitando o cancelamento sobre o Programa de Férias diRoma Vacation Club, após análise do contrato assinado e fazermos diversas pesquisas citadas acima, eu e meu noivo optamos por exercer nosso direito de arrependimento.

Venho por meio deste requerer o CANCELAMENTO do contrato de número: 40459418 emitido em 27/12/2016, em nome de Jefferson Lopes de Melo e Nívea Thamyres Barbosa Jacome, assinado no dia 27 (vinte e sente de dezembro de 2016), assim, estamos dentro do prazo de arrependimento presente no Código de Defesa do Consumidor, Art. 49 da Lei 8078/90).
Art. 49. O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.

- Parágrafo único. Se o consumidor exercitar o direito de arrependimento previsto neste artigo, os valores eventualmente pagos, a qualquer título, durante o prazo de reflexão, serão devolvidos, de imediato, monetariamente atualizados.
- A possibilidade de arrependimento prevista no artigo 49 do CDC será aplicada somente nas compras em que o consumidor não pode ter contato com o produto a ser adquirido, ou então, nas contratações em que não pode tomar decisões conscientes. Não pode ser confundido com sua intenção ao procurar um fornecedor de produtos ou serviços dentro de seu estabelecimento.

Solicitamos ainda o reembolso imediato do valor de R$ 899,00 feito como pagamento da primeira parcela:
Banco Bradesco: Agência 6623, C/C 6371-1, em nome de Nívea Thamyres Barbosa Jacome, no valor de R$ 899,00.
Segue informações do contrato assinado:
Número do Contrato assinado: 40459518 Data de emissão: 27/12/2016.
Cedente: Roma Empreendimentos e Turismo Ltda. CNPJ: 03.465.317/0001-91
Cessionário: Jefferson Lopes de Melo e Nívea Thamyres Barbosa Jacome

Esta mesma solicitação foi enviada por e-mail para o endereço eletrônico cac@drvc.com.br e por meio de Correio Postal no endereço, Rua São Cristóvão, n º 1.110, Bairro Solar de Caldas, Caldas Novas- GO- CEP 75.690.000, para formalizar o cancelamento do contrato com a RCI e a Roma Empreendimentos e Turismo Ltda e, também, registro de solicitações nos sites abaixo:


http://www.reclameaqui.com.br/
https://www.denuncio.com
http://www.procon.go.gov.br/reclamacoes
https://www.reclamao.com


Goiânia, 04 de Janeiro de 2016.

Att,

Nívea Thamyres Barbosa Jacome
Resposta da Empresa:
19 de julho de 2018, às 18h52min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!