Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
27 de dezembro de 2016, às 14h38min
Respondida
Belo Horizonte - MG

Cobranças apesar de estar fazendo pagamentos em acordo

Tenho um empréstimo consignado com o banco BMG dividido em 58 parcelas de R$ 586,70. Houve o desconto no meu contra cheque até a parcela de número 18. Como fui transferida de setor na prefeitura onde trabalho e houve mudança no número da matrícula, passei a fazer os pagamentos via boleto bancário. Paguei as parcelas sem problema até a de número 45, mas, devido à crise financeira que ocorre no país e que tem afetado os meus rendimentos, estou tendo dificuldades para fazer os pagamentos pontualmente. O BMG enviou a dívida para uma empresa de cobrança, denominada INTERCRED, em Belo Horizonte, cidade onde resido. Comecei as negociações com a empresa que, inicialmente, mudou diversas vezes as atendentes . Como estou passando por dificuldades financeiras "quebrei" algumas vezes o acordo, já que não fiz o pagamento nas datas combinadas. Por último, no mês de novembro, fiz um pagamento no dia 4 e combinamos que faria um pagamento em dezembro e assim sucessivamente. Para minha surpresa e indignação, no dia 5 de dezembro , às 12h30 , mais ou menos, recebi um telefonema de uma atendente da INTERCRED que, sem olhar meu histórico de negociações e o pagamento que já havia sido feito, cobrava-me o pagamento do mês de dezembro, que não havia sido negociado. Como eu disse que não havia combinado de fazer o pagamento porque nem tinha dinheiro, ouvi da atendente que "se você não tinha dinheiro, porque veio à empresa pegar o boleto". A ida à empresa a qual ela se referia ocorreu em novembro, quando fui pessoalmente pegar o boleto para o pagamento que foi feito no dia 4, como já foi citado. Questionei sobre a grosseria com que estava sendo tratada e, após uma pequena discussão, ela desligou o telefone na minha cara. Liguei novamente para a empresa e falei com uma atendente que me informou o telefone da assessoria onde poderia pedir a gravação do contato e fazer a reclamação. Mais tarde consegui falar com a atendente com quem estava fazendo a negociação e sua supervisora que se desculparam em nome da empresa e combinamos que elas ficariam responsáveis pela negociação além de um provável pagamento de uma parcela em atraso no dia 23 de dezembro. Só que para minha surpresa, desde então, tenho recebido telefonemas de uma outra atendente e agora também de sua supervisora dizendo que agora elas é que são responsáveis pela negociação, pois a outra atendente não trabalha mais lá, que ela estava afastada por doença por isso perdeu o contrato de negociação, que ela mudou de setor, etc. Quando ligo para a INTERCRED e converso com a outra supervisora, ela diz que é ela e a atendente com quem estava negociando é que olham os contratos. Além disso, tenho recebido mensagem de texto com ameaças de bloqueio do meu 13 salário (14/12 e 20/12) Aliás a mensagem do dia 20/12 tem o seguinte texto "Notificação extrajudicial ! Encaminhado seu contrato para bloqueio de 13 salário na data de hoje. Informação 08008880095(31)98789194. E recebi nesta mesma data uma notificação do SPC. Por que estou reclamando? Inicialmente porque sempre agi corretamente com o banco BMG, sempre me dispondo a pagar a dívida via boleto. Poderia ter "enrolado", já que deixou de ser descontado em contracheque, mas sempre fiz questão de pagar corretamente. Prova disso é que foram pagas 45 parcelas de 58 sem problemas, restando apenas 11 para terminar a dívida ( a parcela 46 foi paga no dia 4/11 e a 47 no dia 20/12). Infelizmente estou tendo dificuldade de fazer os pagamentos, mas jamais fugi da minha responsabilidade, sempre atendendo a empresa de cobrança e fazendo o possível para honrar os compromissos assumidos. Em segundo lugar, estou em negociação, tentando pagar a dívida e não é correto ficar recebendo cobranças com ameaças, como se não estivesse pagando ou não querendo pagar a dívida. O que o BMG e a INTERCRED querem que eu faça: que assalte um banco para quitar a dívida de uma vez? Não admito como consumidora ser tratada dessa forma. Estou devendo, em atraso, mas estou negociando e tentando pagar as parcelas em atraso e por isso não tenho que ser agredida por funcionárias de empresas de cobrança que se acham donas do banco nem receber mensagens ameaçadoras pois ESTOU PAGANDO A DÍVIDA. Sei dos meus direitos e, mais uma vez, vou procurar os órgãos de proteção e consultar advogados para me proteger desse tipo de abuso.

Resposta da Empresa:
28 de dezembro de 2016, às 18h51min
Prezada Elizabete,

Tentamos falar com você algumas vezes, sendo a última no dia 28/12/2016 às 16:43 e não obtivemos sucesso.

Com o objetivo de esclarecer melhor a situação, enviamos a resposta através de carta/e-mail, no dia 28/12/2016 no endereço que consta em nossos sistemas.


Conte com o Grupo Financeiro BMG! Permanecemos à disposição pelos nossos canais de atendimento:

Central de Relacionamento - Cartão de crédito BMG Card: 4002 7007 (capitais) ou 0800 770 1790 (interior).

Atenciosamente,

Grupo Financeiro BMG.
Resposta do Cliente:
28 de dezembro de 2016, às 23h29min
Se possuo acordo com o banco ou com a assessoria de cobrança com pagamentos sendo efetuados não tenho que receber mensagens de texto com ameaças de invasão de conta salário e bloqueio de pagamentos.. Não entendi a resposta nem estou satisfeita com o encaminhamento dado a minha reclamação. Nos telefonemas que recebi anteriormente ao dia 28 , as sras Carolina e Renata apenas queriam confirmar o pagamento do boleto do dia 23 de dezembro que, apesar de pagos no dia 20, não constava no registro da empresa.

Você está encerrando esta denúncia.

Qual nota de satisfação você daria para esta empresa? Você foi bem atendido?

Dê a sua nota:

Você voltaria a contratar esta empresa?

  • Não
  • Sim
Encerrar esta denúncia

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!