Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
03 de fevereiro de 2018, às 11h47min
Realizada
Rio de Janeiro - RJ

Informações divergentes. Cobrança abusiva de alteração

Compramos passagem aérea pela Decolar para múltiplos destinos no Equador. No dia do embarque no sábado pela manhã fomos impedidos de viajar, pois apesar da minha esposa ser argentina e já ter tomado a vacina, ela não tinha certificado internacional da ANVISA e fomos impedidos de embarcar. É importante ressaltar que não é informada a necessidade do certificado para esta viagem no site da decolar desde a compra, até o pagamento e confirmação da viagem. Nenhuma informação no site da minha reserva e também no check in online (inclusive não tendo essa informação quando no check in é transferido para o site da avianca). Logo apenas quando fomos ao aeroporto embarcar que para nossa surpresa era necessário o certificado. Até porque o Rio de Janeiro é um município figura como área sem recomendação da vacina (http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/listavacinacaofa.pdf)

Orientados pelo atendimento da Avianca que poderíamos em contato com a Anvisa na segunda-feira para pegar o certificado. E uma vez com o certificado, mesmo tendo comprado pela decolar, o balcao da Avianca informou no aeroporto que poderíamos alterar o primeiro voo com eles (o que não era verdade pois quando tentamos trocar depois pelo balcão da Avianca, não era possível). E como a diferença da troca do primeiro voo possuia um custo baixo na consulta do balcão da Avianca, decidimos tentar obter o certificado da ANVISA na segunda-feira para conseguir trocar esse primeiro voo perdido e não perder o restante das férias.

Na segunda-feira minha esposa foi tomar a vacina (mesmo já tendo tomado na Argentina, não há condições de pegar o comprovante, apenas um relatório médico não aceito pela ANVISA). E acabou não conseguindo pois para tomar a dose completa e pegar o cetificado a passagem teria que estar marcada para 10 dias depois. Então resolvi ligar para Decolar para ver as possibilidades. Falei com atendente Tatiana na segunda-feira (dia 29/01) perto das nove e meia da manhã. Fui informado que poderia trocar a passagem pagando uma multa de U$70,00 por pasageiro mais a diferença de valor de passagem ou ainda poderia ter reembolso dos valores da passagem pagando multa de U$100,00 por passageiro. E que teríamos até o dia 20/11/2018 para resolver e não seria necessário fazer antes das datas dos voos restantes. E sugeriu de pesquisar depois um período com um valor inferior ou próximo ao valor pago anteriormente (R$5.950,00).

Remarquei minhas férias e vi no período escolhido os mesmos trechos de voos com o valor total menor do que eu havia comprado. Então liguei para decolar no mesmo dia para fazer a remacação. Falei com a atendente Renata mais ou menos uma da tarde. E ai ela me informou que a passagem não poderia ser alterada e nem ter reembolso. Informei que a própria atendente da decolar informou que eu poderia alterar. E ai atendente me informou que estava sem sistema mas que mesmo assim tentaria fazer a cotação e alteração. Fiquei mais de meia hora aguardando no telefone sem resposta. Até que depois dessa longa espera a atendente me passa um valor absurdamente mais caro para fazer a alteração. Deveria pagar o valor absurdo de mais de R$4.500,00 por passageiro, apesar da mesma passagem ter sido cotada por mim no próprio site da decolar por menos de R$1.000,00 por passageiro. E depois de solicitar uma nova cotação para uma outra data para ver se alterava esse preço absurdo, fui informado que a nova cotação demoraria muito por causa de problema de sistema e para tentar a partir das nove da noite quando os preços caem.

Perto das nove e meia da noite minha esposa ligou falando com a atendente Amanda Silva. Entretanto, mais uma divergência de informação, que não poderia remarcar ou reembolsar a viagem. Depois de minha esposa insistir tendo em vista a quantidade de informações divergentes da própria empresa, a atendente informou que estava sem sistema para fazer cotação. Então minha esposa questionou porque a cotação anterior foi tão cara e qual fator fez encarecer tanto a alteração de bilhetes (os dias escolhidos, quantidade de trechos, o trecho em si, se faria diferença fazer essa alteração em outro momento). Mas ela não soube informar e informou que em 24 horas mandaria nova cotação para o meu email. E já se passaram 3 dias e nenhuma cotação foi mandada.

Exijo que a empresa finalmente faça uma proposta de valor não abusivo de alteração dos voos e que mantenha as condições informadas pela primeira atendente da decolar Tatiana. Ou que providencie o reembolso conforme confirmado pela própria decolar.
Resposta da Empresa:
25 de maio de 2018, às 05h15min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!