Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
02 de março de 2013, às 22h19min
Realizada
São Paulo - SP

Marítima com meu carro desde DEZEMBRO para reparo e não entrega

Conforme contato com a Marítima, protocolo 202387378, estou com diversos problemas com o Centro Automotivo Marítima (CAM), onde deixei meu carro em DEZEMBRO para reparar o sinistro aberto dia 19/12, e com a oficina Abracar, para onde eles encaminharam o veículo para reparo. Na vistoria feita por eles após o sinistro foi determinado que algumas peças seriam reparadas, e outras trocadas (capô, por ex). O prazo de entrega dado para a entrega do carro foi de 18 dias úteis a partir da chegada das peças, que seriam contados a partir do dia 07/01, data em que chegaram as peças. O prazo de entrega passado então foi do dia 30/01. No dia 08 liguei e disseram que faltaram o friso e a grade, mas que os reparos já haviam sido iniciados no dia 07 e que o atraso dessas peças não influenciaria em nada pois eram de acabamento;também disseram que entre os dias 08 e 09 seriam feitos os pedidos de complementos mecânicos. No dia 30 o veículo não estava pronto, e o atendente Alexandre e o supervisor Iuslei me disseram que o prazo real de entrega na verdade seria dia 31/01. Nessa mesma data (30/01), me disseram que o Lúcio (perito) havia ido até a oficina revisar o carro e estava ocorrendo vazamento de água e que precisriam pedir peças para isso (o carro estava com vazamento de água desde o dia do sinistro, pois estourou o radiador de água e do ar condicionado, constatado na hora e posteriormente pelo meu mecânico, problema esse que eu avisei que estava ocorrendo no dia da entrega do veículo ao CAM). O primeiro erro aconteceu aí - como que eles deixam para ver que essa peça estava estourada no dia da entrega do carro? Ainda mais se eu já havia dito que havia esse dano, e todas as vezes em que eu ligava no CAM (semanalmente) para saber como estava o andamento do serviço, eu reiterava que havia esse dano, para eles não esquecerem de reparar isso. Eu questionei e aí disseram que na verdade as peças já tinham sido pedidas na semana anterior, e que estavam aguardando chegar. Aceitei aguardar até o dia 31, data em que eles disseram que estaria pronto mesmo esses reparos que não haviam sido feitos, mas no dia 31 meu carro não estava pronto, pois ainda faltavam algumas peças internas. Por conta do atraso, me disponibilizaram um carro reserva, que estou usando desde então. Depois me passaram algumas previsões de data de entrega, mas quando chegava me ligavam dizendo que não estava pronto, pois vistoriaram e viram que os acabamentos de pintura não estavam satisfatórios e dentro do controle de qualidade da Marítima, e pediriam para refazer. Mais de uma vez eles atrasaram a entrega dizendo que os acabamentos não estava satisfatórios. Quando finalmente pude buscar o carro, dia 13/02, para minha surpresa havia um dano que não havia antes de eu entregar o carro - o botão do vidro elétrico do vidro do passageiro, localizado na porta do motorista, estava danificado. Além disso, havia os seguintes pontos: vazamento considerável de óleo em mais de um ponto; adesivo de acabamento da porta do motorista mal colado e soltando; borracha da porta do motorista soltando; apliques laterais do lado esquerdo e direito soltando (tipo de borracha embaixo das portas); manchas brancas no retrovisor do motorista; manchas brancas no paralama, parachoque (que disseram que era da massa de polir, mas que pareciam falhas na pintura); acendedor de cigarro faltando; Estava chovendo e nublado, não vi o carro ao ar livre, e foram os problemas que pude constatar na ocasião. Iuslei, Alexandre e perito Lucio presentes. Pergunta: quais os critérios da vistoria que o CAM faz, já que não viram todos esses pontos? O carro retornou para a oficina, e em outro dia me ligaram dizendo que poderia retirar no dia 15 ou 16/02. Perguntei ao Alexandre se todos os pontos constatados na data anterior haviam sido reparados, ele garantiu que sim. Retornei para retirar o carro dia 16 e meu botão continuava quebrado, e o Iuslei disse que não podiam provar que não estava assim antes, que a oficina disse que a peça tinha um desgaste, então não havia nada que pudesse fazer, e que eu deveria pegar o carro e fazer uma reclamação disso na Marítima. Disse que não aceitava pegar o carro com um dano que ele não tinha antes, e ele disse que se eu não aceitava tudo bem, podia deixar o carro lá, reclamar com a Marítima depois mas que ia ter que pagar os dias adicionais de carro reserva pois ele já havia bloqueado a minha reserva. Não aceitei, liguei para o corretor Alessandro (Acta Seguros) e enquanto isso o Iuslei ligou para o supervisor Celso (unidade Tatuapé), e veio dizer que então uma alternativa seria eles manterem o carro lá e solicitarem uma vistoria para a Marítima, que na oficina desmontaria a porta para verem se esse dano tinha a ver com o sinistro, e se não houvesse devolveriam o carro desse jeito e eu poderia ter que arcar com os dias de aluguel do carro reserva. Disse que isso não fez parte do sinistro, porque mesmo com o sinistro o botão estava intacto quando entreguei o carro. Solicitei fotos da vistoria deles quando o carro chegou, ele disse que estavam com o perito que não estava lá sábado. Eu não aceitei essa alternativa, e foi quando vi que havia no capô novo 2 amassados próximos da frente do carro. Mostrei para o Iuslei e perguntei se o capô não havia sido uma peça nova trocada, ele confirmou que sim, e disse que não haviam visto que havia esses amassados, e que o carro teria que voltar para a oficina. Solicitei então colocarem o carro na parte de fora do CAM, no sol, e com uma olhada mais atenta no carro na luz do dia, eu constatei não só esses amassados, mas diversos pontos de acabamento e pintura mal feitas, com a peça cinza (cor da peça sem a pintura) aparecendo, riscos, bolhas de tinta na pintura, na porta, no capô, no paralama, no parachoque, enfim, em todas as peças de lataria que foram trocadas, reparadas, pintadas. O Iuslei assinalou todos os pontos com giz amarelo. Tenho fotos e vídeos detudo em meu celular. Que controle de qualidade é esse, que não viu todos esses pontos? Se meu carro fosse fazer uma vistoria prévia para um seguro novo, nem sei se passaria, e se passasse teria certamente todos esses pontos de funilaria e pintura computados na vistoria. Se já aconteceu de na vistoria prévia que eu fiz anotarem que meu capô tinha um amassado, que NUNCA teve e a Marítima não reconhece, mesmo com fotos deles e minhas mostrando que não havia amassado nenhum (e terei que pagar as horas de funilaria referentes a isso junto com a franquia), imagina com o carro nesse estado. Nesse mesmo dia o Iuslei disse que ia reportar o caso para a Marítima e retornaria para dizer como seria o procedimento. No dia 18/02 liguei para saber se já havia uma posição, ele disse que não, e eu pedi para trocar de oficina, já que essa estava dando muitos problemas de acabamento desde o começo. Ele disse que a Marítima definiria isso. No dia 20/02 ele me disse que a Marítima liberou a troca do meu botão que foi quebrado, e que o carro seria devolvido para a mesma oficina para refazer os demais reparos. Questionei se o capô seria trocado, ele disse que não, apenas reparado. Eu disse que não aceitava que uma peça que devia ser trocada, nova em prefeito estado, tenha sido amassada pela oficina e que eu fique com uma peça reparada, seja por martelinho de ouro, seja por massa (que ele disse que eles utilizariam para nivelar o capô), seja por qualquer técnica. Eu solicitei uma NOVA PEÇA DO CAPÔ. Ele disse que isso não ia ser solicitado, que era dessa forma que a Marítima ia prosseguir, o capô não seria substituído e meu atendimento seria encerrado dessa forma estipulada, e se eu não concordava então que eu ligasse para a Marítima para reclamar. Que belo atendimento ao consumidor, não? Eu liguei de volta e avisei ao Alexandre que eles não efetuassem nada no capô até eu resolver isso com meu corretor e com a Marítima, pois o carro precisa estar no mesmo estado do dia em que vi para que qualquer vistoria que precise ser feita veja o estado que eu vi. Falei com meu outro corretor (Sandro Acta Seguros) e pedi que abrisse uma reclamação na Marítima, e até agora nenhuma resposta. Eu mesma abri uma reclamação no dia 26/02 (protocolo 202387378), o atendente Silas me disse que era grave minha reclamação, e pediu que eu enviasse um email para centralsinistroauto@maritima.com.br relatando o ocorrido, que o depto responsável iria verificar o ocorrido e o atendimento da seguradora, e que eu teria uma resposta em 48h. Liguei de novo dia 01/03 para saber a resposta, e atendente Silvana disse que ainda não tinham uma posição (atrasado em 24h), e que pediria para o setor me ligar até o final do dia com uma posição. Ninguém me ligou. Liguei hoje dia 02/03 e a atendente disse que o setor responsável não trabalha aos finais de semana, que eu ligasse na 2f (protocolo 202396935). EU QUERO QUE RESOLVAM MEU PROBLEMA! QUERO MEU CARRO! Eu não aceitarei meu carro com qualquer ponto de serviço mal feito; E também não aceitarei meu carro com esse capô reparado. Solicito que a Marítima tome as providências necessárias para entregar meu carro EM PERFEITO ESTADO, COM O CAPÔ NOVO E PERFEITO COMO DEVE VIR DE FÁBRICA, O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. Esse atraso de MAIS DE 1 MÊS e esse tratamento são graves e inaceitáveis. Já não confio nos serviços dessa oficina e nem no controle de qualidade da Marítima. Minha mãe em grave estado de saúde, internada no hospital desde dia 31/01; Meu tempo é precioso e preciso estar com ela no hospital, então só sairei para retirar o carro quando ele estiver realmente pronto, com uma vistoria digna, que comprove que está perfeito. Não quero mais perder meu tempo e minha paciência com isso. Ou terei que tomar medidas mais drásticas. Aguardo um retorno URGENTE de alguém que RESOLVA o caso. Obrigada
Resposta da Empresa:
23 de setembro de 2018, às 06h30min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!