Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
16 de janeiro de 2019, às 11h58min
Realizada
Juiz de Fora - MG

Não pagamento do valor do seguro renda hospitalar por uma internação

Pago no meu cartão de crédito um valor mensal para um seguro do Itaú de nome renda hospitalar, o qual já usei outras vezes sem problemas. Acontece porém, que no ano passado, fui acometido por duas pneumonias, uma próxima da outra, ficando internado no mês de Agosto e Outubro. Por trabalhar e não ter tempo para ficar juntando documentos para enviar para o seguro e o hospital solicitar 15 dias úteis para entregar o prontuário de internação, que é documento exigido pelo seguro para pagamento da quantia, deixei para acionar o seguro um próximo do outro. Dessa forma, liguei para a seguradora do Itaú para acionar os sinistros do mês de Agosto e Outubro; o do mês de Agosto, liguei no dia 04/12/19 e o do mês de Outubro, no dia 06/12/19. Na ligação do dia 04, recebi o protocolo de número 18120418-140 e ao receberem os documentos, os mesmos foram cadastrados sob o número 9.01.90.039958.0.02; já na ligação do dia 06, recebi o protocolo de número 18120616-736 e ao receberem os documentos, os mesmos foram cadastrados sob o número 9.01.90.039954.7.01. Passado o prazo determinado para análises, recebi o seguro do mês de Agosto, mas fiquei esperando até ontem dia 15/01/19, resposta sobre a internação do mês de Outubro. Ao ligar para a central solicitando informações sobre o andamento do sinistro do mês de Outubro, me foi informado pela atendente, que por sinal era muito mal educada, que havia duplicidade de documentos, ou seja, o serviço mal prestado pela seguradora do Itaú, considerou que os dois conjuntos de documentos enviados eram os mesmos. Se quer abriram os envelopes e conferiram os documentos neles constantes para verificarem que um tratava de uma internação e o outro de outra! Pergunto: como pode ter duplicidade de documentos, se ao acionarmos o seguro, nos é perguntado o dia inicial e final da internação, para depois enviar-nos o protocolo. tenho dois protocolos diferentes, já indicados acima, o que poderia dispertar uma verificação pelo funcionário que recebeu os documentos para análise, de conferir o que cada protocolo continha; um era do mês de Agosto e outro do mês de Outubro! Simples assim! Mas para prejudicar meu pagamento, foi mais fácil dizer que houve duplicidade! Agora, me foi informado pela atendente mal educada, que eu deveria enviar novamente todos os documentos no mesmo protocolo do sinistro que já recebi! Parece brincadeira! Se eu enviar novos documentos no protocolo que já foi pago, claramente que a resposta será que esse sinistro já foi pago! Gostaria de providências da seguradora, em achar os documentos que enviei, tendo em vista que tenho em mãos o AR dos Correios,que comprovam, que os mesmos foram entregues no endereço da seguradora. Assim sendo, fico desobrigado de enviar novamente todos os documentos, que não são poucos, e enfrentar novamente uma fila enorme nos Correios, para enviar documentos que já se encontram na seguradora, bastando analisar os mesmos com atenção, o que não foi feito da primeira vez! Aguardo providências satisfatórias a respeito desse erro da seguradora do Itaú! Grato.



Resposta do Cliente:
17 de janeiro de 2019, às 19h40min
Por favor, analisem os documentos que foram enviados para depois então afirmarem que houve duplicidade! Nota-se com isso, que nem se quer o envelope foi aberto para verificação dos documentos que foram enviados! Grande falta de respeito com o consumidor, pois faz com que ele junte um monte de documentos para depois nem verificarem o que foi enviado!

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!