Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
09 de janeiro de 2017, às 10h57min
Realizada
São Paulo - SP

Produto utilizado sem autorização, preço abusivo e pontos km não computados

No sábado dia 07/01/2016 parei no posto para abastecer o carro e o frentista pediu para ver a água do carro e abri o capot, fui comunicado que o óleo estava super baixo e que seria interessante trocá-lo. Fiquei preocupado e decido trocar o óleo, como estava com minha esposa e meu netinho, desci do carro e o mesmo colocou no local para trocar o óleo e efetuou o serviço. Depois de feito o serviço fui até o caixa pagar e levei o enorme susto de que o valor a ser pago era R$ 300,40. Questionei pq ficou tão caro, já que costumo pagar na entre R$ 180 e R$200. Ele me disse que tinha colocado o óleo mais caro que a loja tinha. Disse para o frentista que neste caso deveria ser comunicado para decidir qual óleo caberia no meu orçamento, ele disse que já tinha abastecido e que agora deveria pagar. Ou seja, efetuou um serviço utilizando produtos que não foi autorizado a utilizar, já que tinham outros e eu que deveria escolher. Achei um absurdo a falta de comunicação e o oportunismo do frentista que aproveitou que estava com uma criança e minha esposa para fazer todo serviço sem me comunicar qual produto estava utilizando. Quando falo caro é pq custou duas vezes o valor do que costumo pagar. Depois ainda fiz uma pesquisa e descobri que a média de preço deste mesmo óleo (Castrol Magnatec 5w30) em qualquer outro lugar é de R$ 40,00 (litro) e o posto cobrou R$ 59,90 por litro. Além de ter colocado o óleo que o frentista achou mais adequado, como se o carro fosse dele e ele mesmo fosse pagar a conta, ou seja, decidiu por mim; ainda tive que comprar um produto com preço abusivo sem a minha autorização. Para completar o serviço de péssima qualidade, ainda recebi apenas 140 pontos de km, quando na verdade deveria receber 600 pontos, já que fiz o serviço no posto cadastrado. Peço a gentileza que avaliem minha situação e aguardo um retorno o quanto antes, pois vou procurar meus direitos no PROCON caso não seja tomada nenhuma ação por parte da empresa.
Resposta da Empresa:
24 de janeiro de 2017, às 05h10min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!