Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
18 de maio de 2017, às 16h39min
Realizada
Belo Horizonte - MG

Quebra dos parafusos do suporte da caixa de marchas do Pajero TR4 4x2 (II)

BHte, 18/5/17
Adquiri um Pajero TR4 4x2 mecânico 0km (Chassi nº 93XFWH72WFCE95511) em 27/11/2014 na MIT Car Belo Horizonte que, desde 0 km, apresentou os seguintes problemas:
1. Caixa de Marchas: uma grande dificuldade de engatar a 1ª marcha com o motor em funcionamento (algumas vezes tive que desligar o motor para conseguir engatar a 1ª e, após dar a partida novamente com a embreagem acionada, arrancar);
2. Forte barulho metálico proveniente da parte de baixo;
3. Infiltração excepcional de poeira no interior do carro especialmente pela parte inferior da borracha da tampa traseira.
12/06/2015: Primeira revisão ? veículo com 6.514 km. Efetuaram uma sangria no sistema de embreagem para atenuar a dificuldade de engate da 1ª marcha. Não resolveu o problema. Efetuaram o reaperto das suspensões para eliminar o barulho metálico. Não resolveu o problema. Infiltração de poeira na porta traseira persistiu.
06/01/2016: Segunda revisão ? veículo com 11.874 km. Persistiam os problemas anteriores. Reapertaram novamente a suspensão. Nenhum dos problemas do veículo foi solucionado com a 2ª revisão.
03/02/2016: Veículo com 12.526 km. O barulho metálico intensificou e fui à autorizada para andar com o técnico da MIT dirigindo o carro. Ele não identificou a origem do barulho. Insisti com o consultor técnico para colocar o carro no elevador na minha presença. Colocaram o carro na rampa do alinhamento e bateram no peito de aço - não apresentou nenhum barulho. Em seguida, iluminaram a parte de baixo do veículo e viram que a caixa de marchas estava desalinhada (torta) - presa somente por um dos dois parafusos de sustentação do suporte da caixa de marchas. O carro ficou retido imediatamente e foi consertado em garantia ? troca dos parafusos e retífica do suporte inferior. Os barulhos metálicos que, teoricamente, provinham da suspensão, acabaram e o engate do câmbio melhorou significativamente. Só nesta ocasião é que efetuaram uma regulagem da porta traseira (mas a poeira continua dona do carro!!!!!!!!). Veículo devolvido em 05/02/2016.
11/02/2016: Acionei o SAC da Mitsubishi (protocolo 129723) para solicitar da fábrica uma explicação por escrito quanto a questão dos parafusos do suporte da caixa de marchas, além da extensão da garantia dos componentes afetados pelo grave defeito de fabricação apresentado pelo veículo por mais dois anos (a garantia de fábrica extinguiria em 26/11/2016).
21/03/2016: O contato do SAC ocorre somente por telefone e, após muita insistência de minha parte, negaram minhas solicitações e informaram que o problema no meu carro era de pequena significância e que a política da empresa é de não se reportar por escrito, ou seja, não obtive nenhuma resposta por escrito da fábrica.
Fiz pesquisas na internet e identifiquei no site Reclame AQUI três situações idênticas as que relatei acima - com os IDs: 14811504, 143614429 e 12476583 - anexos. Há também casos no site 4x4 e no https://pt-br.facebook.com/permalink.php?story_fbid=820487944648072&id
20/4/2016: Decorrente destas descobertas resolvi por bem acionar o fabricante na justiça. Acionei a Mitsubishi (MMC Automotores do Brasil Ltda) através do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (processo 9032740.84.2016.813.0024). Pleiteei, dentre outros, que o fabricante estendesse a garantia do meu veículo por mais dois anos contados do término da garantia vigente, arcasse com os custos das revisões programadas a partir da data desta ação, apresentasse a nota fiscal das peças substituídas no reparo dos parafusos do suporte e uma indenização de R$ 10.000,00 por danos morais aliado ao risco de vida que porventura ocorreu pelo grave defeito de fabricação que o carro apresentou. Primeira audiência agendada para 10/08/2016, cancelada por motivo de jogo do Brasil no Mineirão (sic!!!!!) e remarcada para 14/12/2016.
20/07/2016: Terceira revisão ? veículo com 18.625 km.
09/08/2016: Requeri ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais antecipação da audiência de 14/12/2016 e anexação de relatos de quebra de parafusos do suporte da caixa de marchas de outros TR4 4x2 mecânicos. Negado o pedido de antecipação da audiência.
18/11/2016: Viajei com veículo e no percurso ele apresentou novamente o barulho metálico. Em Diamantina constatei que os dois parafusos do suporte da caixa de marchas QUEBRARAM NOVAMENTE - foto abaixo. O veículo teve de ser rebocado para a concessionária MIT em BH e deu entrada na mesma data para efetuarem o reparo ? veículo com 23.617 km. O veículo foi concertado e só liberado em 15/12/2016 após intensa pressão para efetuarem os reparos. O veículo ficou retido na MIT por 28 dias. Listaram os seguintes produtos na nota fiscal: duas porcas flangeadas (código MD189541), dois parafusos (cód. MS401450) e um coxim de transmissão (cód. 2910A094). Devolveram-me os parafusos quebrados.
24/11/2016: Acionei novamente o SAC da Mitsubishi (protocolo 142708) com o histórico acima. Sem manifestação da fábrica, somente informando o número do protocolo.
26/11/2016: Vencimento da garantia de fábrica do veículo.
14/12/2016: Primeira audiência no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Fábrica alegou que desconhece o histórico dos veículos que fabrica sendo de responsabilidade das autorizadas responder pela manutenção dos mesmos. Juíza acatou a argumentação e determinou que a concessionária MIT em Belo Horizonte fosse acionada junto com a fábrica para nova audiência no dia 03/05/2017. Solicitei, na ocasião, a anexação de relatos de outros casos de quebra dos parafusos do suporte da caixa de marchas que identifiquei em pesquisas na internet.
03/05/2016: Segunda audiência no Tribunal de Justiça de Minas Gerais sem acordo entre as partes. Houve duas audiências sem acordo e a Mitsubishi não reconhece o problema como defeito de fábrica. Solicitei que constasse no Termo de Audiência de Conciliação o risco de vida que os usuários do veículo Pajero TR4 4x2 mecânico fabricados no Brasil pela MMC Automotores do Brasil Ltda/Mitsubish podem estar sujeitos devido ao grave defeito de fabricação nos parafusos de fixação do suporte da caixa de marchas com necessária convocação de um recall para os veículos Pajero TR4 4x2 mecânicos.


Figura 1: Parafusos quebrados da fixação do suporte da caixa de marchas (setas azuis)

Anexo I : Notas Fiscais do veículo, das revisões programadas e do conserto efetuado em dezembro de 2016. Recibo do reboque de Diamantina à Belo Horizonte.

Anexo II: Processo do Tribunal de Justiça de Minas Gerais ? notificações, requerimentos e sentenças.

Anexo III: Relatos dos cinco casos de quebra de parafusos de suporte da caixa de marchas do TR4 4x2 mecânicos localizados na internet.

Anexo IV: contatos do SAC da Mitsubish.
Resposta da Empresa:
23 de abril de 2019, às 17h56min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!