Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
09 de dezembro de 2016, às 17h48min
Realizada
Belo Horizonte - MG

Refrigerador entregue amassado

Importante verificar reclamações sobre as empresas, pois, os mesmos problemas poderão acontecer com você. Nesse caso, melhor evitar a compra e futuros transtornos. Acredite!

Pesquisei muito para a compra de um refrigerador e optei por um da Electrolux. Compra feito pelo site da Walmart, Pedido 64551894, entregue pela Direcional Transporte.

Já havia lido sobre relatos de que refrigeradores da Electrolux foram entregues com amassados e a empresa se esquivou de todas a formas para se isentar do reparo e deixar todo o prejuízo exclusivamente para o consumidor. Pensei que comigo não iria acontecer. Mas foi exatamente esse mesmo problema que ocorreu.

Já era de meu conhecimento que o Código de Defesa do Consumidor, me amparava caso esse tipo de problema acontecesse. E alegando isso para a empresa, caso esta fosse idônea e agisse de boa fé, se prontificaria de pronto em resolver o problema. Mas eu estava muito enganado a este respeito.

No ato do recebimento, abri a embalagem, verifiquei o produto e liberei a transportadora. Mas quando posicionei o refrigerador no local em que ele iria ser instalado visualizei na porta direita do produto vários amassados que não consegui ver no momento em que o desembalei. O problema ficou oculto devido ao reflexo da luz pela superfície do metal.

Entrei em contato pelo e-mail do SAC da empresa, recebi a visita técnica e fiquei durante um mês cobrando uma resposta da empresa que em seu parecer final informou que: ?Foi constatada a avaria no transporte e conforme consta no Manual de Instruções a garantia não acobertará.

Veja bem. Consta a informação de que amassados provocados no transporte não são cobertos pela garantia que está descrito no Manual de Instruções que o consumidor só tem acesso depois que já recebeu o produto. É hilário!

Sugiro então que a Electrolux envie um manual de instruções, antecipadamente, para todos os clientes que pretendem adquirir um de seus produtos. E tendo conhecimento desta ?cláusula?, nunca irão comprar um produto tendo ciência de que, se chegar com partes danificadas por acidente de transporte ou manuseio, riscos, amassamentos ou atos e efeitos da natureza, não serão cobertos pela garantia. Ninguém mais comprará nada dessa empresa.

Desta forma. O próprio Código de Defesa do Consumidor diz que:

?Art. 25. É vedada a estipulação contratual de cláusula que impossibilite, exonere ou atenue a obrigação de indenizar prevista nesta e nas seções anteriores.?

No mais, já demonstrei minha insatisfação e argumentos com a empresa. E mesmo assim, não se prontificou a resolver o problema que está claro, é de total responsabilidade dela e das outras partes que envolvem o processo de compra e entrega (Walmart e Direcional Transporte).
Gostaria de mais um retorno da empresa a respeito dessa reclamação nesse site. Talvez ela tenha uma solução e tranquilize os demais consumidores para futuras compras.

Para quem deseja saber sobre o que o Código De Defesa do Consumidor prevê, segue:


SEÇÃO III
Da Responsabilidade por Vício do Produto e do Serviço

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

Art. 23. A ignorância do fornecedor sobre os vícios de qualidade por inadequação dos produtos e serviços não o exime de responsabilidade.

Art. 25. É vedada a estipulação contratual de cláusula que impossibilite, exonere ou atenue a obrigação de indenizar prevista nesta e nas seções anteriores.

§ 1° Havendo mais de um responsável pela causação do dano, todos responderão solidariamente pela reparação prevista nesta e nas seções anteriores.

§ 2° Sendo o dano causado por componente ou peça incorporada ao produto ou serviço, são responsáveis solidários seu fabricante, construtor ou importador e o que realizou a incorporação.

SEÇÃO IV
Da Decadência e da Prescrição

Art. 26. O direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em:

I - trinta dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos não duráveis;
Resposta da Empresa:
26 de junho de 2017, às 08h48min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!