Categorias de empresas:
Pesquisar empresas:
Pesquise acima por categoria ou empresa e faça sua denúncia.
08 de agosto de 2017, às 18h49min
Realizada
Brasília - DF

RISCO DE VIDA - Amarok com Problema Superaquecimento, Falta de Água, Junta Cabeçote e outros.

----------- CUIDADO AO COMPRAREM AMAROK!!! -----------
JA TIVE 2 AMAROKS E AO PESQUISAR A RESPEITO AGORA CONHECI O CARRO!
TODAS AMAROKS! EU DISSE TODAS AMAROKS!!!

Querem informações?? Mande um email para osvaldorcamil@gmail.com

Todas vão dar problema na Valvula EGR cedo ou tarde!!! Este problema está acontecendo com todos modelos de amarok desde o lançamento até o ultimo ano de 2017!!!. Ela tem um problema na valvula egr, onde esta valvula diminui os gases poluente do carro, apesar disso esta valvula com o tempo ela acaba entrando agua, e passando diretamente pro motor!
O problema acontece com cerca de 70-140 mil km RODADOS!!!
É um vício oculto, um problema já existente. Esta valvula não consta para verificação nas revisões e também não há um sensor na valvula alegando tal problema quando entra agua.

Dúvida que vai acontecer? Basta pesquisar no Google
BUSCA: Valvula EGR Amarok Cabeçote

Quer ir mais afundo? Digite no google
BUSCA: "bajando" amarok "valvula egr"

Isso mesmo!!! Este problema está acontecendo em todas Amaroks do mundo! Chile, Argentina e outros paises!!

Quer saber a gravidade do problema? Motor superaquece e trava em rodovia, POLICIAL PERDE CONTROLE E morre 2 comparsas:
Pesquisa no Google: Acidente amarok matou 2

Isso mesmo!!! A Valvula EGR já até custou 2 vidas!!!!

Quer saber o preço do conserto? Pode chegar a 45-50 mil na concessionária!!! Isso mesmo!

Querem saber o que acontece depois!???? LEIA ABAIXO!!!:

------PROBLEMA COM A VOLKSWAGEN -----
1 - Ao chegar em brasília de goiânia, o carro superaqueceu (Porém funcionando normal), parou o carro e encostou e chamei meu filho para guinchar o carro, com apenas 74.000 km rodados.
2 - Após isso fui a W12 verificar o problema e fizeram o orçamento no valor de 7.000 fora o (Cabeçote ou Motor se tiver condenado) não mencinaram nada de peça modificada ou carro alterado. (Caso cabeçote condenado conserto ficaria em torno de 45-54 mil reais), disse que a Valvula EGR estragou e deixou entrar agua na junta do cabeçote.
3- Até os 60.000km foram feitas as revisões diretamente na Concessionária VW Saga, nunca mencionaram quaisquer problema na peça ou no carro.
4- Após ligar ao 0800 e informando o problema depois de vários dias, autorizaram a cortesia, ao desmontar o carro
5- O funcionário da mécanica W12 informou ao chefe que apesar do carro não ter vestígios de que foi aberto, a peça Valvula EGR era falsificada pois não tinha carimbo da VW.
6 - Ao informar que a peça não era falsificada, foi questionado a W12 para entrar em contato com a VW para pergunta se a peça era ou não falsificada, pois somente por causa do carimbo não seria crítério de fazer tal alegação, porém se recusaram a se comunicar com a VW.
7 - Após isso informaram que não iria mais mexer no carro e pediu para retirar o carro e levar a Saga onde foi que comprou.
8 - Foi questionado a W12 para que eles comunique com a VW para que oriente melhor aonde deverá levar o carro e qual posicionamento da VW, mas novamente se recusaram a se comunicar com a VW
9 - Ao ir na saga (o carro ainda está na W12), o mêcanico informou que nenhuma amarok lá foi recusado a cortesia, e todas precisaram trocar esta peça, e inclusive disse que já tinha feito mais de 100 amaroks com esse problema, e que esta peça ela realmente não tem carimbo da VW, e também nem se quer existe ela falsificada
9.5 - Ao perguntar para o técnico na Saga, como evitaria tal problema de acontecer novamente, o mesmo informou que por ser uma peça que não consta para verificação no manual e nem para troca nas revisões, é um problema que acontece de surpresa aleatoriamente nos clientes.
10 - Agora estou com o carro com o motor que já foi aberto, por um mecânico que se fez total descaso no reparo só porque não comprei as peças da concessionária
11 - Após informar ao mecânico que não existia a peça falsificada, a nova acusação seria que a peça já tinha sido soldada e MUDOU o argumento anterior, dizendo agora que o carro tinha vestígios que já foi sido mexido, sendo que o carro nunca foi aberto antes!
12 - Dias após essa acusação da W12 Motors a VW comunicou-se com a W12 e recusaram a cortesia depois de o carro aberto, avisando que o carro está fora da garantia.
13 - Se o carro nunca apresentou problema até os 60.000 agora vai apresentar 2 vezes? Será mesmo que eu ia ter problema nessa peça e não ia falar pra ninguem, ia SOLDAR uma Valvula EGR que custa 650,00 original? Pra que alguem iria fazer isso?
14 - Agora que retiraram a Valvula COM CERTEZA vai ter vestígios que o carro foi aberto.


------------------------------------------------------------
Este problema é um VICIO OCULTO ACONTECENDO EM TODO MUNDO e a VW SE RECUSA A ARRUMAR O PROBLEMA.

O fabricante tem a obrigação legal de, se atendidas as condições destacadas acima relacionadas a Revisão Periódica do Fabricante, consertar gratuitamente o produto com problemas (vícios). Não deve ser confundida com o ?termo de garantia?. O prazo para exercer garantia legal, ou seja, o prazo que o consumidor tem para reclamar, varia em conformidade com o produto (duráveis ou não) e também com o vício que poderá ser aparente ou redibitório (oculto), e pode ultrapassar o prazo constante no termo de garantia que poderá ser muito maior que um ano.

Eis os artigos 18 e 26 do Código de Defesa do Consumidor que preconizam esse direito:

ART. 18 do CDC

http://www.jusbrasil.com.br/busca?q=art+18+do+Cdc

ART. 26 do CDC

http://www.jusbrasil.com.br/busca?q=art+26+do+Cdc



TERMO DE GARANTIA (GARANTIA COMPLEMENTAR) É aquela que, comumente, o consumidor recebe junto com o carro. Está prevista no artigo 50 do CDC
http://www.jusbrasil.com.br/busca?q=art+50+do+Cdc, ela é COMPLEMENTAR a garantia legal e somente é dada mediante TERMO escrito.

Não é obrigatória, pois o fabricante oferece se quiser. Se oferecer, o fornecedor também poderá definir suas condições, como prazo, lugar em que poderá ser exercida e as eventuais despesas que o consumidor terá que arcar.


O cliente, em diversos casos, têm direito de reclamar mesmo que já tenha acabado o prazo constante o termo de garantia (garantia legal). Um, dois ou três anos após a compra, não importa! Dependendo do caso, e com base nos artigos 18 e 26 do CDC, o consumidor tem direito ao conserto gratuito do produto.
Resposta da Empresa:
25 de setembro de 2018, às 02h51min
A empresa em questão ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!