últimas notícias
  • 20 de julho de 2009, às 05h52min
    O juiz da 14ª Vara Cível de Brasília condenou a Crefisa S/A - Crédito Financiamento e Investimento a pagar indenização a título de danos morais a um cliente que teve o nome incluído indevidamente no hall de maus pagadores. Da decisão cabe recurso.
  • 20 de julho de 2009, às 05h42min
    A concessionária Bali Automóveis Ltda foi condenada a pagar 5 mil reais de indenização por danos morais a um cliente que negociou seu veículo com a revendedora na compra de outro. A sentença condenatória do juiz do 2º Juizado Especial Cível de Taguatinga foi confirmada pela 1ª Turma Recursal do TJDFT.
  • 20 de julho de 2009, às 05h37min
    O Juiz da 2ª Vara Cível de Taguatinga condenou as Lojas Americanas S/A a pagarem 8 mil reais de indenização por danos morais a pai e filho constrangidos no interior do estabelecimento comercial. A 3ª Turma Cível do TJDFT, em decisão por maioria, manteve a sentença condenatória. Um dos desembargadores discordou do valor arbitrado a título de indenização.
  • 20 de julho de 2009, às 05h13min
    Uma consumidora vai receber indenização de R$ 3 mil por danos morais por ter tido o nome inserido em cadastro de maus pagadores indevidamente desde janeiro de 2009. O Ponto Frio, réu na ação, requereu a impugnação e improcedência dos pedidos da autora. A decisão é do juiz do primeiro Juizado Especial Cível de Brasília e cabe recurso.
  • Bancos - 20 de julho de 2009, às 05h08min
    O juiz do Primeiro Juizado Especial Cível de Brasília condenou o Banco Bradesco a pagar indenização R$ 7.200 reais a um cliente. A instituição financeira foi acusada de emitir e descontar títulos de capitalização sem autorização do autor. Da decisão cabe recurso.
  • 16 de julho de 2009, às 06h52min
    Cliente que sofreu agressões de segurança de casa noturna será indenizado por danos morais em R$ 4 mil pelo dono do estabelecimento. A decisão é da Terceira Turma Recursal Cível, confirmando decisão da 1ª Vara do Juizado Especial Cível (JEC) de Gravataí.
  • 16 de julho de 2009, às 06h22min
    Consumidores que tenham adquirido nos Supermercados Carrefour aparelhos de DVD da marca Bluesky com defeito de funcionamento poderão ter a imediata substituição dos aparelhos ou a restituição do valor pago. A decisão liminar é do Juiz de Direito Giovanni Conti, da 15ª Vara Cível do Foro de Porto Alegre, em ação coletiva de consumo proposta pelo Ministério Público.
  • 16 de julho de 2009, às 06h11min
    Aluna que se matriculou no curso de pós-graduação MBA – Gestão de Negócios da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES) sem ter concluído a graduação teve indenização por danos morais aumentada de R$ 3 mil para R$ 6 mil. No entendimento dos Desembargadores da 6ª Câmara Cível do TJRS, o ressarcimento deve representar satisfação à vítima e punir o ofensor, devendo ser considerada a situação financeira das partes.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!