Banco é condenado a devolver dinheiro à condomínio lesado por desvio financeiro

A 5ª Câmara de Direito Civil do TJ condenou uma instituição financeira a devolver, de forma solidária com o antigo administrador de um condomínio, mais de R$ 69 mil desviados da conta do edifício. O administrador, embora contasse com assessoria contábil e jurídica para realizar serviços cotidianos, movimentava a conta a partir de cheques e cartão magnético, apesar de não ter poderes para tal.
A 5ª Câmara de Direito Civil do TJ condenou uma instituição financeira a devolver, de forma solidária com o antigo administrador de um condomínio, mais de R$ 69 mil desviados da conta do edifício.

O administrador, embora contasse com assessoria contábil e jurídica para realizar serviços cotidianos, movimentava a conta a partir de cheques e cartão magnético, apesar de não ter poderes para tal.
 
"[...] o Banco permitiu, de forma desidiosa, que terceiro não autorizado efetuasse as transações alhures mencionadas, infligindo injustamente o condomínio autor, que não concorreu para a ilegalidade do ato praticado pelo seu administrador. Por tal razão, deve o Banco [...] responder, de forma solidária, com o réu [...], pelos danos financeiros causados ao Condomínio autor", interpretou o desembargador Sérgio Izidoro Heil, relator da matéria.

A decisão foi unânime. Há possibilidade de recurso aos tribunais superiores.

(Apelação Cível n. 2010.078295-2).

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!