Eletrodomésticos têm diferença de preço de até 68% em São Paulo, diz Procon-SP

São Paulo – O preço de um mesmo eletrodoméstico pode apresentar diferenças que chegam a até 68% dependendo da loja em que o consumidor comprá-lo. Esse é o resultado de uma pesquisa feita pela Fundação Procon-SP em oito lojas da capital paulista, de diferentes regiões da cidade, e comparou os preços dos produtos vendidos entre os dias 13 e 14 do mês passado.
São Paulo – O preço de um mesmo eletrodoméstico pode apresentar diferenças que chegam a até 68% dependendo da loja em que o consumidor comprá-lo. Esse é o resultado de uma pesquisa feita pela Fundação Procon-SP em oito lojas da capital paulista, de diferentes regiões da cidade, e comparou os preços dos produtos vendidos entre os dias 13 e 14 do mês passado.

A maior variação foi encontrada em um depurador de ar Twist, da Colormaq, vendido a R$ 149,50 nas Lojas Cem e a R$ 89,00 no Extra Hipermercados – diferença de R$ 60,50, ou seja, 68%.

Um forno de micro-ondas da Consul, de 18 litros, também foi encontrado pelo Procon-SP com diferença de 40,20% no preço. No Carrefour, ele era vendido por R$ 199. Já no Ponto Frio e nas Casas Bahia, por R$ 279 – R$ 80 mais caro.

O órgão recomenda que o consumidor procure pagar à vista para negociar um preço mais baixo. Quando não é possível, o consumidor deve analisar com cuidado sua capacidade de pagamento, principalmente no caso de longos períodos de financiamento.

Depois de decidida a compra e a forma de pagamento, o consumidor deve ficar atento à garantia estendida. O Procon-SP informou que vendedores têm o hábito de oferecer aos consumidores essa modalidade de seguro. Caso o consumidor decida pagar por uma garantia mais longa, ele deve estar atento ao prazo da cobertura e ao que está coberto pelo seguro.


Edição: Rivadavia Severo

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!