últimas notícias
  • Seguradoras - 02 de junho de 2013, às 09h04min
    A 6ª Câmara de Direito Civil negou recurso de uma seguradora contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 28,5 mil a título de indenização securitária, atualizada e corrigida, pela não anotação (averbação), em cada voo, das cargas efetivamente transportadas, o que deu margem a extravios. Os integrantes da câmara também lembraram que foi a seguradora que implantou o sistema de averbação referente ao contrato constante dos autos
  • Seguradoras - 30 de maio de 2013, às 06h25min
    O juiz titular da 16ª Vara Cível de Campo Grande, Marcelo Andrade Campos Silva, julgou parcialmente procedente o pedido ajuizado por Calça Larga Transportes Ltda contra Transmano Transportes Ltda ME e Companhia Mutual de Seguros, condenados ao pagamento de indenização por danos materiais no valor de R$ 11.374,78, referentes aos gastos no reparo do caminhão da empresa autora.
  • Seguradoras - 30 de maio de 2013, às 06h22min
    O comerciante Hélio Camargo Leite e a doméstica Taynara Moreira ganharam o direito de receber R$ 13,5 mil da Seguradora Líder do Consórcio Seguro DPVAT pela morte da criança que ela esperava após acidente de trânsito. A decisão foi da Primeira Turma Mista dos Juizados Especiais da comarca de Goiânia.
  • Seguradoras - 30 de maio de 2013, às 06h00min
    A Icatu Hartford Seguros S/A deve pagar R$ 127.219,14 para a família do bancário J.R.P.A., vítima de morte natural. O valor é referente ao seguro de vida não repassado aos parentes, além de indenização por danos morais. A decisão é do juiz Renato Belo Vianna Velloso, da 1ª Vara da Comarca de Crato, distante 527 km de Fortaleza.
  • Seguradoras - 26 de maio de 2013, às 13h13min
    O Juiz de Direito da 12ª Vara Cível de Brasília condenou o causador de um acidente e a seguradora Mapfre Seguros Gerais S/A a pagarem a requerente indenização no valor de R$ 16.275,00. Também condenou a seguradora a pagar indenização, por danos morais, de R$ 10.000,00
  • Seguradoras - 26 de maio de 2013, às 11h39min
    O juiz Francisco Marcello Alves Nobre, respondendo pela 2ª Vara da Comarca de Mombaça, distante 296 km de Fortaleza, condenou a Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A a indenizar em R$ 5.400,00 a agricultora S.M.F. Ela sofreu acidente automobilístico e perdeu parte do movimento das mãos.
  • Seguradoras - 05 de maio de 2013, às 06h02min
    A Juíza 9ª Vara Cível de Brasília condenou o Itaú Seguros S/A ao pagamento do seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) no valor equivalente a 40 salários mínimos. O marido da autora morreu devido a lesões havidas em acidente de trânsito ocorrido em 1988.
  • Seguradoras - 04 de maio de 2013, às 22h00min
    A Justiça de Toboão da Serra (Grande São Paulo) condenou José Montes Limarino a 18 anos de prisão por homicídio e por forjar a própria morte para fraudar companhias de seguro. O caso ocorreu em 1995. A mulher dele também é investigada como cúmplice, mas ainda não foi formalmente indiciada. A sentença foi dada em 30 de abril e publicada nesta sexta-feira (3) no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).
  • Seguradoras - 04 de maio de 2013, às 21h14min
    A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) negou recurso proposto pela Generali Brasil Seguros, que terá de pagar a apólice para o beneficiário de um segurado que cometeu suicídio no período de carência do contrato.
  • Seguradoras - 25 de abril de 2013, às 08h07min
    O juiz Fernando Cézar Barbosa de Souza, titular da 2ª Vara Cível de Fortaleza, determinou que a Mapfre Vera Cruz Seguradora pague indenização por danos morais e materiais ao engenheiro W.G.G. Ele enfrentou problemas com a empresa para o conserto do carro.
  • Seguradoras - 09 de abril de 2013, às 07h21min
    A Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve, por unanimidade, sentença do Juízo de 1º Grau que condenou a Real Tokio Marine Vida Previdência S/A ao pagamento da quantia de R$ 120.872,00 mil em favor de Maria de Fátima Ventura Lacerda, a título de danos materiais. Com a decisão, na manhã desta segunda-feira (8), o órgão fracionário do TJPB reconheceu a invalidez permanente da segurada por acidente de trabalho
  • Seguradoras - 04 de abril de 2013, às 06h45min
    O juiz Tiago de Abreu, da Comarca de Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá), julgou improcedente a ação movida pela Mapfre Vera Cruz Vida e Previdência S/A que se negava a indenizar os filhos de uma segurada. No caso em questão, após um acidente com a motocicleta e óbito da motorista segurada, a empresa não quis pagar o prêmio aos menores beneficiários, alegando que a mulher se envolveu em acidente porque possivelmente teria ingerido bebida alcoólica e ainda porque não portava carteira de habilitação no momento do sinistro.

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!