Vacinação contra gripe prossegue nos estados onde a meta ainda não foi alcançada

Brasília – Seis estados e o Distrito Federal já alcançaram a meta de vacinar 80% do público-alvo (idosos, crianças até 2 anos de idade, grávidas, indígenas e profissionais de saúde) contra a gripe. Em 13 estados, a cobertura já passou 70%.
Brasília – Seis estados e o Distrito Federal já alcançaram a meta de vacinar 80% do público-alvo (idosos, crianças até 2 anos de idade, grávidas, indígenas e profissionais de saúde) contra a gripe. Em 13 estados, a cobertura já passou 70%.

Desde a sexta-feira passada (13), quando a campanha nacional foi oficialmente encerrada, o Ministério da Saúde recomendou a prorrogação da vacinação nos municípios que não conseguiram cumprir a meta.

O Rio de Janeiro, a Bahia, o Rio Grande do Sul e Pernambuco – onde a vacinação terminaria hoje – decidiram estender o prazo por mais uma semana, até o dia 27 de maio. A campanha também continua em Mato Grosso, no Tocantins e no Distrito Federal.

A vacinação segue ainda em Roraima, até o dia 26, e no Acre, até o dia 30. No Amazonas, ela será encerrada no dia 31 de maio na zona rural e nas aldeias indígenas. Na Paraíba e no Ceará, a campanha se estende até os dias 10 de junho e 13 de junho respectivamente.

Mais de 21 milhões de brasileiros foram vacinados contra gripe até o fim da tarde de hoje (20), o equivalente a 72,7% do público-alvo de 30 milhões de pessoas estimado pelo governo federal, de acordo com balanço do Ministério da Saúde. Ainda, segundo o ministério, a meta entre os profissionais de saúde, crianças de 6 meses a 2 anos de idade e idosos está próxima de ser cumprida. A menor cobertura ocorre entre os indígenas e gestantes, abaixo de 50%.

A vacina protege dos vírus de gripe que mais circularam no Hemisfério Sul, em 2010. É contraindicada para alérgicos a ovo e quem apresentou reações adversas à vacina em ocasiões anteriores.


Edição: Aécio Amado

Receba novidades por e-mail:

FIQUE SEMPRE INFORMADO!